II SESSÃO DE Audiência da comissão nacional da verdade: violação de direitos indígenas (1946-1988)

audiencia

 

A Comissão Nacional da verdade, criada pela Lei 12.528/2011, tem por fim examinar e esclarecer as graves violações de direitos humanos praticadas no período entre 1946 e 1988, para efetivar o direito à memória e à verdade histórica.
Durante as sessões, as comunidades indígenas apresentarão casos de violações de direitos que culminaram na expulsão de seus territórios de ocupação tradicional, processo em que houve o ativo e comprovado envolvimento de agentes públicos e privados, fornecendo subsídios documentais para que a sociedade brasileira entenda a presente situação fundiária dos índios no estado e as relações sociais destes com o entorno.
 
 
Leia mais sobre a programação:
Data: 25-26.04.2014 Horário: 7h30min – 17h30min
Local: Cine auditório da UFGD, rua João Rosa Góes, 1761 - Vila Progresso, Dourados, MS, Brasil, e Escola Municipal Tengatui, Aldeia Jaguapiru, Dourados, MS. 
24.04.2014 (Quinta-feira)
14h00min Reunião da Comissão Organizadora. Local:FAIND/UFGD, unidade 2.
19h00min Apresentação das Violações de Direitos Indígenas no Mato Grosso do Sul no relatório Figueiredo – Marcelo Zelic (Tortura Nunca Mais), no anfiteatro da Ciências Agrárias (Unidade II da UFGD).
25.04.2014 (sexta-feira)
7h30min Abertura (15’). Composição da mesa de abertura (Damião Duque de Farias, Maria Rita Kehl, Marco Antonio Delfino de Almeida, Emerson Kalif Siqueira e Neimar Machado de Sousa).
7h45min Cerimônia religiosa: terena[1]  e guarani[2] .
8h30min 1 caso: agressões e remoção da área indígena Paraguassu (1977). Tradutor: Huto Vera e Luzinei Brites. Pesquisadora: Ms. Lauriene Seraguza (NEPPI/UCDB).
9h45min Coffee Break.
10h00min 2 caso: despejo da aldeia Takuara (1953). Tradutor: José Lescano e Dirce Veron. Pesquisador: Procurador da República Marco Antonio Delfino de Almeida (MPF).
12h15min Almoço. Local: Restaurante Universitário da UFGD.
13h30min 4 caso Cachoeirinha. Pesquisador: Ms. Luiz Henrique Eloy (ufgd)[3].
14h45min 5 caso: remoção e venda das terras da aldeia Buriti[4] (1967). Pesquisador: Prof. Ms. Eder Alcântara (SEMED).
15h45min Coffee Break.
16h00min 6 caso: Deslocamento forçado, prisão e assassinato na terra indígena Taunay/Ipegue (1967).  Pesquisadora: Profa. Lindomar Lili Sebastião (UFMS).
17h00min 7 caso: etnocídio Kinikinau. Pesquisador: Prof. Ms. Rosaldo de Albuquerque Souza (UFMS).
18h00min Encerramento.
26.04.2014 (sábado)
8h00min 7 caso: Expulsão dos Guató da Ilha Ínsua pelo Exército (1972). Mediador: Egon Heck (CIMI).
9h00min Coffee Break.
9h30min 8 caso: Remoção forçada dos Kadiweu das áreas arrendadas pelo SPI[6] (1979). Mediador: Prof. Jorcilei Pesquisador: Messias Basques (Museu Nacional/UFRJ).
10h30min Coffee Break.
11h00min 9 caso: Transferência forçada dos Ofaié (1978).  Mediador: Ms. Carlos Alberto Santos Dutra (UFMS).
12h15min Agradecimentos.
12h30min Almoço no Restaurante Universitário da UFGD.
14h00min Roda de conversa na Escola Municipal Indígena Tengatuí.
16h30min Encerramento.
 
Prof. Dr. Neimar Machado de Sousa UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS FACULDADE INTERCULTURAL INDÍGENA Dourados - MS